Publicado em Acompanhamentos, Confort Food, Culinária saudável, Horta, Nível de dificuldade: fácil, receias de baixo valor calorico, receita em foto, Receitas saudáveis, Receitas Tradicionais, Saladas, Tempo de Cozimento: rápido

Caprese com Tapenade de Azeitonas Verdes. Um encontro memorável em sua mesa.

img_2029

Existe perfeição maior do que tomate, mussarela e manjericão? Ok, esse é um terreno perigoso…kkk podemos lembrar de parmesão com molho ao sugo, filé com mostarda, brie com mel, goiaba com queijo… É de fato um terrenos perigoso… mas enfim, digamos que, das possíveis listas com as mais perfeitas combinações, tomate, manjericão e mussarela estará presente em todas.

Assim, uma Salada Caprese representa o perfeito encontro entre a simplicidade de alguns poucos ingredientes com a sofisticação gerada pela harmonia de seus elementos… e esse encontro produz  uma festa para os olhos, para o olfato e para o paladar.

Mas, se já é perfeito, por que por tapenade junto? Porque, “cozinhar é uma aventura” e fazer tudo sempre do mesmo jeito não tem graça nenhuma…

Vejamos como tornar aquilo que, por si só já é perfeito, em algo memorável:

img_1966
– 1 xícara de azeitonas verdes, ou pretas ou metade de cada tipo…kkk. – 1/4 xícara de alcaparras encharcadas e escorridas. – 2 filés pequenos de …não gosta? Não se preocupe, você não vai sentir o gosto. – 3 colheres de sopa de azeite de oliva.

Tire o caroço das azeitonas e pique-as com a faca.

img_1972

Acrescente as alcaparras e o aliche (use, não tenha medo, eu garanto que você vai gostar) e continue a picar até homogeneizar tudo.

img_1986

 

Para a salada:

img_2002
– Tomates bem maduros. – Folhas de manjericão. – Mussarela de Búfala. – Azeite de Oliva. – Sal e pimenta a gosto.

Montagem:

Coloque uma revela de mussarela de forma que a primeira rodela de tomate fique inclinada, Adicione a primeira rodela de tomate, uma folha do manjericão, e uma rodela de mussarela. Coloque uma colher de cafezinho de tapenade na parte superior da mussarela de búfala, adicione outra rodela de tomate e continue alternando os ingredientes até o final.

img_2024

Aí está…

Curiosos para verem o proceso de montagem?

Assistam ao vídeo da Cozinha Sincera no YouTube clicando no link abaixo e se gostar se inscreva no canal para receber os vídeos sempre em primeira mão. são feitos com muito carinho para você.

 

img_2027

Aprecie sem moderação!!

Abraços sinceros a todos.

Publicado em Bolos e Tortas Doces, Festas e Ocasiões Especiais, Nível de dificuldade: médio, Tempo de Cozimento: médio, Vídeo

Bolo de Aniversário animado. O Bolo, o aniversário e o vídeo da receita.

Setembro é mês de festa aqui em casa. Os meus dois filhos mais novos fazem aniversário nesse mês. Um dia 03 e outro dia 13. Assim, invariavelmente, haverá bolo.

Mas esse bolo… esse bolo foi o bolo mais fofo, mais gostoso e mais divertido que já fiz. Massa de chocolate com recheio cremoso de coco e geléia de morango.Suavemente doce e levemente azedinho, o equilíbrio perfeito… totalmente desequilibrado pela avalanche de guloseimas que colocamos em cima…kkkk.

Para contentar a todos os gostos sem distinção, Fini, chocolates, gomas,chicletes, M&M’s, bolachas (ops, biscoitos… ou bolachas?) Tubets, Kit Kat… muita diversão, alegria e sabor em um Bolo Inesquecível para um inesquecível aniversário.

img_1884
Não parece um bolo? Não? Mas é um bolo.
img_1892
E agora, é ou não é um bolo?

Massa:

  1. 5 ovos em temperatura ambiente, clara e gemas separadas.
  2. 2 xícaras de açúcar.
  3. 2 1/4 de farinha de trigo.
  4. 1/4 de chocolate 50% de cacau. Mínimo.
  5. 1 xícara de leite quente.
  6. 1 colher de manteiga.
  7. 1 colher de sopa cheia de fermento de bolo.

Essa é a receita de Pão de Ló da queridíssima Tia Fátima de Cuiabá. Boleira de mão cheia, cursou recentemente faculdade de Gastronomia tornando-se  um exemplo de superação e tenacidade para toda a família. Parabéns. Sentimos muito orgulho de você.

A receita completa, passo a passo e em fotos pode ser conferida no link a seguir: Pão de Ló da Tia Fátima. Uma receita que sempre dá certo.

Vocês irão perceber que a receita original pede 2 1/2 de farinha de trigo. Coloquei 2 xícaras e 1/4 de farinha e 1/4 de chocolate em pó que foi peneirado 2x junto com a farinha.

O recheio é de beijinho cremoso.

  1. 1 lata de leite condensado.
  2. 1 vidro de leite de coco de 200ml.
  3. 1oo gr de coco ralado em flocos.
  4. 200 ml de leite.

Em fogo baixo, cozinhe os 3 primeiros ingredientes até passar a espátula pelo fundo da panela e se formar um “corredor. Quando vocês fizerem vão entender. O creme  separa-se  e demora um pouco a juntar-se novamente.

Adicione o coco e deixe esfriar.

Montagem:

Eu assei a massa em 2 formas pequenas de tamanho igual. Assim, quando assaram os bolos ficaram bem altos e pude dividir cada bolo em 3,  formando 6 camadas de bolo que intercalei com creme e Geléia de Morango. Veja o link: Geléia de Rutas Vermelhas.

Se tiver curiosidade, veja esse belo vídeo da Cozinha Sincera publicado no YouTube: Geléia de Frutas Vermelhas. Mas é de frutas vermelhas, não de morango? Respeitando a proporção fruta açúcar, pode usar morango sem risco nenhum de algo sair errado.

A montagem passo a passo pode ser vista nesse divertido vídeo que tive imenso prazer em editar. Assistam e, se gostarem, sigam o canal da Cozinha Sincera no YouTube. Tem muita coisa legal esperando lá por você.

Bolo divertido de Aniversário ou Bolo de Aniversário Divertido?

Uma boa tarde a todos.

img_1882
Monster Cake…kkkkk.

 

 

Publicado em Acompanhamentos, Comida Vegetariana, Culinária saudável, Glúten Free, Legumes, Molhos, Nível de dificuldade: fácil, receita em foto, Receitas Veganas, receitas vegetarianas, Tempo de Cozimento: médio, Vídeo

Terrine de Legumes. Uma receita de inspiração francesa para servir legumes.

Terrine é uma palavra francesa originária da palavra terroir que significa terra e é uma alusão ao tipo de material do qual eram feitas as formas nas quais eram, e são, preparadas essas receitas. Compostas por uma infinidade de ingredientes como carnes, peixes, frutos do mar, patês e legumes é um prato comum na mesa francesa tanto como acompanhamento como prato principal.

A receita abaixo foi feita unicamente com legumes, alguns assados, outros picados,alguns ralados ou grelhados. É uma primeira experiência que resultou em uma preparação criativa, colorida, saudável e algo sedutora aos olhos.

Vejamos:

Ingredientes:IMG_1605

  1. 2 berinjelas grandes.
  2. 1 abobrinha grande.
  3. 1 cebola.
  4. 1 cenoura.
  5. 1/2 pimentão amarelo.
  6. 3 batatas médias.
  7. Folhas frescas de manjericão, ou orégano, ou sálvia, ou salsinha…
  8. Sal e pimenta do reino.
  9. Azeite de oliva.
  10. 50 ml de vinho branco ou suco de laranja.
  11. 3 colheres de sopa de manteiga.
  12. Ervas frescas.

Modo de Fazer:

Asse a berinjela, envolta em papel alumínio,  por 15 minutos em forno preaquecido a 200 graus.

IMG_1606

Enquanto a berinjela assa, pique os outros legumes e fatie finamente  a abobrinha e rale as batatas.

IMG_1641

Retire as berinjelas do forno, abra com uma faca, retire com uma colher a polpa e fatie.

Unte com azeite de oliva uma assadeira retangular pequena, como as usadas para assar pães. Disponha as fatias de berinjela cobrindo o fundo e subindo pelas laterais. Você deve ter em mente criar um invólucro para seu recheio.

Aqueça uma frigideira e grelhe as fatias de abobrinha. Eu fiz dessa forma por capricho mesmo…kkk. Você pode, ao invés de assar 2 berinjelas, assar 3 e separar a casca de uma delas para fechar a terrine.

Coloque as folhas frescas de ervas de sua escolha, coloque metade da batata ralada e tempere com sal e pimenta. Adicione os legumes refogados, coloque a batata restante e pressione a fim de que fique bem compacto o recheio.

Cubra com as fatias de legumes que você separou tendo o cuidado de cobrir bem o recheio.

IMG_1653

 

Leve para assar em forno preaquecido a 200 graus por 30 ou 40 minutos.

Enquanto isso, coloque 50 ml de vinho branco ou suco de laranja na frigideira onde refogou os legumes, mecha até reduzir e aparece o fundo da panela. Acrescente 3 colheres de sopa de manteiga e ervas fresca. Deixe reduzir mais e coloque em uma molheira.

Quando a terrine estiver assada, espere esfriar, desenforme cuidadosamente, fatie e sirva com salada para um prato principal ou como acompanhamento para alguma carne assada.

Não esqueça do molho.

IMG_1666

Para ver esa receita passo a passo, clique no link Terrine de Legumes. e veja o novo vídeo da Cozinha Sincera no YouTube e, caso gostem do que viram, assinem o canal para receber os vídeos em primeira mão. Aproveito para convida-los para seguir a cozinha em sua página no Facebook, Cozinha Sincera e no Twitter @cozinha_sincera.

Boa noite e bom início de semana a todos.

Publicado em Confort Food, Cremes, Pudins e Musses, Nível de dificuldade: médio, Sobremesas

Suflê de Chocolate ou Mousse de Chocolate? A forma você escolhe, o conteúdo é o mesmo.

 

IMG_1597
Suflê de Chocolate. com Creme Inglês e Morangos Marinados.

Existem alimentos e existe chocolate. Para quem gosta, é uma fonte de prazer e satisfação que dificilmente outro alimento supera. Além disso, pesquisas recentes apontam inúmeros benefícios no consumo moderado de chocolate para a saúde, como a presença de flavolóides que aumentam a concentração de HDL, o colesterol bom, e a redução do colesterol ruim, o combate aos radicais livres e o aumento na produção de serotonina aumentando a sensação de bem-estar e prazer. Ver Chocolate também faz bem a saúde. Nutrição, Albert Einstein.

Quanto chocolate se recomenda consumir por dia? 6,7 gramas.  Quantas gramas tem em cada porção dessa receita? 40 gramas…

Ok, é uma diferença considerável mas estamos falando de sobremesa e sobremesa não é algo que se come todo dia, além de que, o que seria da vida sem essas pequenas maravilhosas transgressões que nos tornam tão humanos?

Vamos a receita então que, como o título do post diz, é a mesma para o Suflê e o Mousse, com a diferença de que um é assado e o outro não.

Ingredientes para 8 porções:

Coloque o forno para preaquecer a 180 graus.

Passe manteiga em ponto de pomada nos ramequins individuais e polvilhe com açúcar.

Lembre-se de que o Suflê deve ser servido imediatamente após sair do forno.

IMG_1565IMG_1568

Mousse de Chocolate:

  1. 320 gramas de chocolate com 70% de cacau.
  2. 80 gramas de manteiga.
  3. 8 ovos.
  4. 1 pitada de sal.
  5. 80 gramas de açúcar.
IMG_1564
Para o Mousse de Chocolate: – 320 gr de Chocolate com 70% de cacau. – 80 gr de manteiga. – 8 ovos. – 1 pitada de sal. – 80 gr de açúcar.

Pique o chocolate e coloque em banho-maria juntamente com a manteiga. Cuide de que a tijela com chocolate não fique em contato com a água.

IMG_1574

Deixe esfriar até ficar morno.

Enquanto isso, separe as gemas das claras dos ovos,  retire película das gemas, bata até liquefaze-las.

IMG_1543IMG_1544

Misture as gemas ao composto de chocolate.

IMG_1575IMG_1577

Bata as claras em neve em uma vasilha bem limpa e seca juntamente com a pitar de sal até que fiquem bem brancas e espumantes, adicione o açúcar e continue a bater até uma consistência firme.

IMG_1579

Misture 1/4 das preparação de chocolate às claras e misture delicadamente, junto o restante do chocolate às claras em neve com o auxílio de uma espátula flexível e com movimentos suaves.IMG_1582IMG_1585IMG_1586

Coloque o mousse nos ramequins. A partir desse momento você pode servir como mousse colocando para gelar por no mínimo 3 horas ou preparar e guardar na geladeira para assar na hora de servir.

IMG_1587

Se for fazer Suflê, coloque água quente em uma forma pequena, coloque os ramequins e leve para assar por 15 minutos.

IMG_1589IMG_1592

Como acompanhamento sugiro um Creme Inglês ou Creme de Confeiteiro.

Creme de Confeiteiro:

Ingredientes:

  1. 1 fava de baunilha.
  2. 400 ml de leite integral.
  3. 4 gemas.
  4. 80 gramas de açúcar.
  5. 30 gramas de amido de milho.
  6. 25 gramas de manteiga.

Modo de Fazer:

Retire a película das gemas, bata-as com açúcar até que fique fofa e esbranquiçada e adicione o amido de milho.

Ferva o leite com a fava de baunilha e deixe repousar por 15 minutos.

Adicione o leite quente a mistura de gemas, retorne a panela e leve para cozinhar, sem deixar ferver, até que engrosse. Faca o teste da colher.

IMG_1553IMG_1556

IMG_1558
Teste da colher.

Adicione a manteiga e deixe derreter por cima sem misturar.

Assim que esfriar um pouco coloque uma película plástica em cima e leve para gelar.

Além do Creme de Confeiteiro, fiz Morangos marinados no açúcar com vinagre balsâmico. Algo simples de fazer que agrega frescor e acidez à sobremesa.

IMG_1570

IMG_1595IMG_1597

Aí está uma sobremesa perfeita para você.

Abraços, espero que gostem.

 

 

Publicado em Agenda do dia

Um twitter mais que sincero.

Boa noite amigos, acabei de me aventurar em um novo horizonte de redes sociais, que como viram no título é o Twitter e estou aqui para convidar todos vocês a virem comigo. Então caso queiram estar nesta ventura é só entra nesse link @cozinha_sincera . Um abraço sincero a todos.

IMG_3688

Acompanhado de Thor: O Cachorro Mais Que Sincero!!!

Publicado em Agenda do dia, Uncategorized

A Cozinha está de férias.

 

Por 2 semanas reinará o silêncio nas minhas panelas.

IMG_1395
Lemon Pepper
IMG_1489
Água Aromatizada

Aproveitarei esse tempo para conhecer, pesquisar e descobrir novas receitas, ingredientes e técnicas para compartilhar com vocês.

IMG_1495 (2)
Brownie com Sorvete de Frutas Vermelhas e Morangos.
IMG_1570
Morangos Marinados

Quem tiver curiosidade para ver um prévia dessas novidades  pode acessar o Instagram e o Facebook da Cozinha Sincera onde irei compartilhar um pouco do que achar interessante nessa viagem. Afinal, cozinhar é uma aventura.

IMG_1536
Creme Inglês.
IMG_1597
Suflê de Chocolate.

Até breve.

Publicado em Confort Food, Culinária saudável, Glútem free, Jantar, Nível de dificuldade: fácil, Receitas de baixa caloria, Receitas orientais, Receitas Tradicionais, Sopas e Caldos, Tempo de Cozimento: médio

Pho soup. Uma sopa vietnamita que vai conquistar você.

Quando você pensa em comida oriental o que lhe vem a mente? O peixe cru do sashimi, os legumes do yakisoba, o molho agridoce do tempurá, o picante massala indiano ou a delicadeza dos dumpling?

Agora observe essa pequena lista e me diga o que todos esses pratos tradicionais tem em comum. O que você encontra de comum neles é o frescor dos ingredientes, o equilíbrio de sabores, o minimalismo do gestual e a particularidade de se poder fazer quase todas as receitas em espaços mínimos e com o minimo de utensílios.

Essa sopa vietnamita representa com perfeição essa culinária.

IMG_1327
Pho Soup.

O Vietnã é, juntamente com o Camboja e o Laos, parte da Indochina.Faz fronteira com a China e foi considerado colônia francesa até 1954 sendo incontestável a influencia desses dois países em sua culinária. Assim como na China, o arroz é a base da alimentação. Normalmente   acompanhado de muitos vegetais frescos em composições em que a carne é meramente coadjuvante. A influencia francesa se observa tanto  nos processos e técnicas culinárias quanto no uso de muita manteiga, iogurte, café e uma grande tradição na panificação.

A base da Pho Soup é um forte caldo de carne feito com ossos, acém e paleta que é desengordurado e clarificado antes de ser temperado com gengibre, cebola  e especiarias. A carne sem osso que se usou no caldo é picada em tiras, refogada  e colocada em  tigelas individuais  junto com macarrão de arroz já cozido.  Brotos de feijão e de bambu são colocados em pequenas tigelas, assim como manjericão, coentro fresco e muita cebolinha picada. Quando tudo esta organizado, cada um coloca em sua tigela os ingredientes que mais gosta e em seguida despeja uma generosa quantidade de caldo bem quente  por cima.

Uma receita perfeita para as noites de inverno quando o caldo temperado com gengibre, canela, anis e cravo aquece o corpo e a leveza dos ingredientes garante uma tranquila noite de sono. Como dizem meus filhos: vamos tomar um banho quente, colocar um pijama fofo, tomar essa sopa e ir direto para a cama… ou seja, uma autentica confort food.

Ingredientes para o caldo.

  1. 1 kg de carne com osso. Pode ser costela, peito ou ossobuco.
  2. 500 gr de acém, colchão duro ou patinho.
  3. 2 pedaços de gengibre cortados em fatias grossas.
  4. 1 cebola grande cortada ao meio.
  5. 1 colher de chá de sementes de erva-doce ou anis estrelado.
  6. 2 pedaços de canela em rama.
  7. 4 unidades de cravo.
  8. 1 dente de alho.
  9. 6  grãos de pimenta.
  10. 1 colher de chá de coentro em grão.
  11. 2 colheres de sopa de shoyo.
  12. 2 colheres de sopa de açúcar mascavo.
  13. 1 sache de hondashi (molho de peixe).
  14. 1 colher de sopa de molho de ostras.

Poxa, tudo isso? Para a receita original sim. Mas é possível obter um resultado muito bom somente usando o caldo base, as especiarias e shoyo. Além disso, não coloquei açúcar pois achei que ficaria adocicado demais para o meu paladar.

Ferva os ossos e as carnes em bastante água, escorra toda a água e limpe as peças para tirar espuma e impurezas.

Coloque a carne com mais água na panela, mais ou menos 3 litros, e cozinhe na pressão por 2 horas.

Retire da panela, coloque em uma vasilha, separe a carne e leve a geladeira até que toda a gordura suba e endureça. Retire toda a gordura com o auxílio de uma colher e coloque o caldo para ferver de novo.

Corte a cebola e o gengibre ao meio e coloque-os em uma frigideira antiaderente até que fiquem levemente grelhados. Adicione ao caldo.

IMG_1312 (1)IMG_1315IMG_1319 (1)IMG_1323

Na mesma frigideira aqueça as especiarias até que seu aroma fique bem pronunciado. Adicione ao caldo e deixe tudo ferver por, mais ou menos, 1 hora.

IMG_1321 (1)

Enquanto isso prepare a guarnição.

Ingredientes:

  1. 1 porcão de macarrão de arroz cozido conforme as instruções do fabricante. Você pode usar bifun por exemplo. Não tem macarrão de arroz? Me perdoem os puristas mas lá vai… use um Lamém, ou um macarrão para sobá por exemplo.
  2. Brotos de feijão ou bambu, ou alfafa…
  3. Coentro fresco.
  4. Manjericão fresco.
  5. Fatias de carne refogada com cebola e shoyo. Pode ser a carne do caldo.
  6. Cebolinha picada.
  7. Fatias de limão.
  8. Shoyo para temperar a gosto.

Montagem:

Coloque uma porcão de macarrão cozido no fundo da tigela, acrescente a carne, os brotos e os temperos a gosto.

IMG_1324 (1)IMG_1325IMG_1326

Cloque o caldo quente por cima dos ingredientes e… bom apetite.

Uma receita vietnamita direto para sua cozinha…

Cozinhar é , ou não é, uma aventura?

Outras variações sobre o mesmo tema agora com legumes refogados no shoyo e dumpling de massa de arroz… mas essas são nossas próximas viagens… aventuras…  descobertas…

IMG_1311 (1)IMG_1476

 

 

 

 

Publicado em Carne Branca, Glúten Free, Nível de dificuldade: fácil, passo a passo, receita em foto, Receita sem glúten, Receitas sem glúten, Tempo de Cozimento: rápido

Panquecas de Aveia com Mirtilos. Sem glúten.

Adoro panqueca. Durante toda a minha infância comi panqueca, mas sempre salgadas. Recheadas de carne moída ou frango, cobertas com Molho à Bolonhesa e gratinadas no forno com queijo parmesão. Realmente deliciosas.

Mas recentemente descobri um universo paralelo no mundo das panquecas.

Panquecas pequenas, doces  e fofas para o café da manhã. Além de deliciosas são das poucas coisas que, mesmo sem glúten, são excelentes  substitutos para o pão nosso de cada dia.

Mas, dirão os mais atentos, se tem aveia na receita tem glúten. Depende…

A aveia é, naturalmente, um alimento isento de glúten mas normalmente é beneficiada em máquinas nas quais alimentos com glúten também são processados, ocorrendo assim uma contaminação cruzada. Veja no link Aveia tem ou não glúten?

Assim, certifique-se de comprar aveia que contenha selo de garantia de ausência total  de glúten.

Ingredientes:

  1. 3/4 de xícara de aveia sem glúten certificada.
  2. 3/4 de xícara de farinha sem glúten
  3. 1 xícara de leite integral.
  4. 1 pitada de sal.
  5. 1 ovo.
  6. 1 colher de chá de açúcar.
  7. 1 colher de chá de açúcar.
  8. 1/2 xícara de mirtilos.

Modo de Fazer:

Misture os elementos secos e o mirtilo.IMG_3798 [20643]

Bata o ovo com o leite.

Misture  parte líquida com a seca.

Faço a massa na noite anterior e deixo na geladeira  assim quando acordo já sei o que vou comer…  e isso, para quem tem uma dieta com restrição ao consumo de glúten, é o paraíso.

Se você decidir fazer a massa com antecedência coloque o fermento pouco antes de cozinhar as panquecas.IMG_3799

Aqueça uma frigideira antiaderente com um fio de azeite. Espalhe bem o azeita para cobrir toda a superfície.

Adicione a massa com uma colher grande formando pequenas panquecas.

Espere formar pequenas bolhas de ar na superfície, quando isso acontecer esão prontas para virar.

IMG_3800IMG_3801

Sirva com mel, melaço, Nutella, manteiga…

IMG_3803

Divirta-se, afinal, cozinhar é uma aventura.

Publicado em Agenda do dia, Bolos e Tortas Doces, Festas e Ocasiões Especiais, Festas Juninas, Festas Populares, Nível de dificuldade: fácil, Tempo de Cozimento: médio

Bolo de Coco no Pote. Um presente dentro de outro.

Furoshiki é uma técnica japonesa que consiste em embrulhar objetos em tecido para serem transportados. A origem do hábito remonta ao século 17 quando era costume embrulhar as roupas limpas a serem usadas após o banho em panos de seda a fim de serem transportadas. Furo (banho) Shiki (forrar, revestir).

Com o passar do tempo, a prática se estendeu ao embrulho de qualquer objeto a ser transportado tanto pela sua versatilidade, se moldado a objetos de qualquer formato, quanto pelo seu apelo sustentável, pois a embalagem (lenço) tanto pode ser usada inúmeras vezes como pacote ou bolsa,  quanto é parte do presente quando oferecido,  criando um ciclo de uso e reaproveitamento da embalagem em que  charme, zelo, tradição, sustentabilidade e modernidade se encontram em um embrulho para presente.

Saiba mais em Furoshiki, o embrulho tradicional do Japão e veja no infográfico abaixo algumas sugestões de Furoshiki para embalar diversos objetos.

furoshiki_diagram-12
Furoshiki. Técnica japonesa para embrulhar objetos com tecido.

Continuando com o tema tradição, existe uma tradição brasileira que nunca achei que fosse tão popular no Rio de Janeiro. São as Festas Juninas, e Julinas, e Agostinas…kkk. Verdade, o gosto do carioca por Festas Juninas é tão grande que é comum elas se estenderem ate o mês de Agosto. Nesse período você vê Festas Juninas em colégios, prédios, condomínios,  ruas, casas, mercados, salões de beleza, academias, enfim, pela cidade toda.

Como é comum cada um levar uma prenda para a festa, surgiu a ideia de fazer um Bolo no Pote, pois o fato de ser uma porção individual facilitaria na hora das pessoas se servirem.

A ideia primeira era montar em potes de vidro redondos e forrar a tampa com um círculo de tecido colorido, o que se tornou complicado pois os potes de que dispunha tinham tamanhos e formatos diferentes.

Após definir como  retangular o formato do pote restava saber como embrulha-lo. Foi aí que descobri  Furoshiki e o resultado foi encantador.

image
Bolo de Coco empacotado com a técnica japonesa Furoshiki.

IMG_1273IMG_1269IMG_1270

A massa do bolo foi  Pão de Ló da Tia Fátima, o creme do recheio, o Beijinho Cremoso do Bolo Kit Kat, no meio, para umedecer a massa, suco de laranja e Curd de Limão Siciliano, como cobertura, Mousse de Maracujá em que não coloquei maracujá e, no lugar disso, salpiquei coco queimado por cima.

Valeu a pena? Muito. Ficou lindo e, pelo que me disseram, delicioso.

Para ver como foi a montagem no momento em que foi feita, acessem a página no Facebook da Cozinha Sincera pois transmiti ao vivo e passo a passo a montagem.

Aproveitando o embalo, embrulhei com a mesma técnica uma Torta de Maçã e sua Calda Caramelo que levei de sobremesa para um almoço.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Espero que tenham gostado e que esse blog cumpra sua função que é inspirar vocês a entenderem  que, cozinhar é uma aventura.