A Ganche, a Paciência e um Bolo com Jabuticabas.

Conheço um ditado antigo que diz que quem não tem paciência ou come cru ou come quente demais.

Para o dia de hoje, eu diria que quem não tem paciência não faz pitangas de ganache e decora o bolo com jabuticabas.

Explico: cheia de boas intenções, (das quais o inferno está cheio, diga-se de passagem), busquei um vídeo de procedência inquestionável que explicasse explicitamente como se faz uma ganache.

Entendam, eu queria uma ganache que eu pudesse moldar com o bico pitanga do saco de confeiteiro e assim decorar um bolo de chocolate com duas camadas que fiz para uma visita muito especial. Meu sobrinho Fernando que, apesar de já ser um homem, nunca deixará para nós de ser um menino pois, os sobrinhos são como nossos filhos, tornam-se homens e mulheres mas aos nossos olhos permanecem sempre meninos e meninas. 

Vamos aos ingredientes nas medidas conforme o vídeo do post anterior.

  1. 250g de chocolate.
  2. 235ml de creme de leite fresco.
  3. Run. Não coloquei.

Modo de Fazer:

Pique o chocolate bem miúdo, esquente o creme de leito fresco e, quando começar a borbulhar, despeje sobre o chocolate.

Mexa com um fuet até homogeneizar

Perfeito, não? Não, porque eu entendi que era necessário bater a mistura até que ela encorpasse o suficiente para moldar.

Bati, bati até cansar e nada.

 image image image

Como a paciência não é meu forte, desisti. Recheei e cobri o bolo mesmo assim.

image image image

Como não tinha mirtilos, framboesas ou morangos, usei jabuticabas  que colhi hoje do pé e umas poucas physalis que havia na geladeira.

image

image

Ralei mais um pouco de chocolate por cima e o bolo ficou assim… muito mimoso…

image

Mas como quem tem pressa paga mais caro por isso, quando voltei à cozinha e olhei a travessa em que tinha batido a ganache o que vocês acham que eu vi?

A Ganche chegou no ponto perfeito que eu precisava…bastava um pouco mais de paciência para esperar esfriar e endurecer.

image

Assim a Cozinheira mais que sincera avisa: não tenham pressa na cozinha e se o caso for de Ganache…espere esfriar para ter o resultado que todo o seu trabalho merece.

Abraços e boa noite a todos.

P.S. A massa do bolo é a Nega Maluca que está nos arquivos.

Pizza Rocambole

Ontem, quando publiquei o pão Mantou, escrevi que a receita daquela massa rendia bastante e que iria postar uma sugestão de preparo para a metade dela. 

Aí está. Um rocambole de pizza.

Por que razão alguém faria uma pizza assim? Por várias: a) fica muito mais macio; b) é mais fácil de fazer; c) é mais fácil de comer ( não precisa pratos ou talheres); d) é perfeita para um piquenique, um encontro com amigos e mesmo uma reunião em cada um tenha de levar um prato. 

Acho todos esses motivos válidos mas o principal argumento é que,  se cozinhar é uma aventura, por que deveríamos fazer tudo sempre igual?

Ingredientes:

  1. 1/2 receita da Massa Básica para Pães, Pizzas e Esfihas.
  2. 3 tomates sem sementes picados miúdos.
  3. 200g de queijo. Pode ser mussarela, prato, Gouda, Emental…sozinhos ou misturados.
  4. 200g de presunto, calabresa, bacon, salaminho…uma combinação deles a seu gosto.
  5. temperos frescos: orégano, manjericão, salsinha, cebolinha.
  6. como a massa é vegana, você pode rechear com shitake, shimeji, abobrinha refogada, berinjela, ratatouille, sobras de cozidos de legumes…
  7. Enfim, “a festa é sua”, divirta-se.

Modo de Fazer:

Faça a massa conforme descrito na receita. Veja aqui.

Pique miúdo  todos os ingredientes do recheio e misture bem.

Quando a massa crescer até dobrar de volume, sove novamente e estenda formando um retângulo grande.

image

Espalhe o recheio homogeneamente sobre a massa e enrole.

image

Enrole como um rocambole e corte em fatias de dois a três dedos de espessura.

image

Enquanto o forno aquece a 200 graus, deixe a massa crescer em forma untada de óleo.

Leve para assar até ficar dourada.

image

Pizza!!

Até mais.

Mantou. Pãzinho chinês cozido no vapor.

A primeira vez que experimentei Mantou, ele estava em excelente compania.

image

Apesar de todas essa delícias posso afirmar que sua maciez  e textura delicada não passaram desapercebidos, tanto é que pesquisei bastante até chegar a uma receita confiável desse pãozinho leve e fácil de fazer.

A receita original é da Marisa Ono, do blog Delícia.

Qual não foi minha surpresa ao perceber que a receita era muito semelhante à Massa Básica para Pães, Pizzas e Esfihas que, qualquer um que acompanhe o blog, sabe o quanto uso. Aliás, uma receita que o Chef Alvaro Rodriguês compartilhou a muito tempo no extinto programa Note e Anote da TV Record e que desde então mostrou-se infalível.

Vamos à receita.

Ingredientes:

  1. 2 tabletes de fermento para pão fresco.
  2. 1 colher de chá de açúcar.
  3. 1/2 copo de óleo.
  4. 1 colher de sopa  de sal.
  5. 1 1/2 copo de água. Se a temperatura estiver baixa, use água morna, se estiver alta, use água fria.
  6. 750g de farinha de trigo.

Modo de Fazer:

Dissolva o fermento no açúcar, adicione o óleo, a água e o sal.

Misture a farinha de trigo, reservando uma xícara para adicionar conforme o necessário enquanto sova a massa.

Sove a massa até que ela fique bem lisa, ” como a pele de um bebê”, coloque em uma tigela, cubra com um plástico e deixe repousar até dobrar de volume.

Quando dobrar de volume, sove, faça um rolo da espessura de um rolo de macarrão, corte em pedaços iguais e faça bolinhas do tamanho de bolas de tênis.

image

image

Corte quadrados de papel manteiga e coloque uma panela de água para aquecer no fogão sem, contudo, deixar que ferva. As bolinhas se formam na água mas não sobem à superfície.

image

Coloque a panela de cozinhar no vapor sobre a água e, sobre a esteira, coloque os quadrados de papel vegetal e, sobre eles, as bolinhas de massa. Tampe a panela e deixe por 10 minutos até que os pãezinhos cresçam. Suba o fogo a fim de que a água ferva e deixe cozinhar por mais 10 minutos.

image image

Não abra a panela nos últimos 10 minutos.

Aí estão, deliciosos e leves pãezinhos. E você não precisa ter  um forno para poder desfrutar deles.

image

P.S. A massa rende muito, aguardem para ver uma sugestão par usar a metade dela.

Bolo de Fubá com Coco. Macio e cheiroso.

Considero o Bolo de Fubá um bolo complicado. As receitas que eu conhecia dividiam-se em duas categorias: muito oleosas  ou muito secas.

A receita abaixo funcionou super bem. O bolo ficou fofo, úmido e a quantidade de óleo foi tolerável.

image

Ingredientes:

  1. 2 xícaras de fubá.
  2. 3 ovos.
  3. 1 xícara de farinha de trigo.
  4. 1 1/2 de açúcar.
  5. 1/2 xícara de óleo.
  6. 1 coco pequeno + 150 ml de água. Bater no liquidificador. (Pode substituir por um vidro de leite de coco).
  7. 1 colher de sopa de fermento de bolo.
  8. 2 colheres de sopa de linhaça  dourada.

Calda:

  1. 1/2 xícara de açúcar de confeiteiro + suco de meio limão.

Modo de Fazer:

Forre a forma com papel manteiga.

Bata no liquidificador o coco, a água, o óleo, os ovos e o açúcar.

image

Misture em uma tigela, o fubá, o trigo, o fermento e a linhaça.

image

Adicione a parte líquida à seca, misture e leve para assar em forno pré aquecido a 180 graus por 40 minutos.

image image image

Quando estiver assado, misture o açúcar com o suco de limão e espalhe sobre o bolo ainda quente.

image image

Boa noite a todos.