Qual é a quantidade de legumes, verduras e frutas que devemos comer todos os dias?

Essa é uma dúvida muito comum. Devemos comer alimentos frescos, preferencialmente de produção orgânica divididos em todas as refeições… Mas qual a quantidade ideal deles?

A resposta clara a essa questão encontrei recentemente no site http://www.thekitchn.com. A partir das imagens e da reportagem deles tentei tornar essas dicas o mais claras possíveis traduzidas para o português.

Para um dieta de  2.000 cal deve-se consumir 5 xícaras de vegetais entre saladas e legumes, sendo que cada xícara de legumes equivale a 2 xícaras de folhas, e 2 1/2 xícaras de frutas. Um pedaço grande de fruta como melancia, melão, abacaxi ou, 1 fruta como banana, maçã, laranja, goiaba, etc, equivale a 1 xícara. Para frutas menores, vale medir. Se for consumir frutas secas, cada 1/2 xícara equivale a 1 xícara de frutas frescas e não, não se deve substituir uma fruta por 1 copo de suco de fruta pois esse contém mais açúcar e menos fibras.

 

image

image image

As recomendações acima fazem referência a frutas, verduras e legumes comuns no Hemisfério Norte. Elas estão aqui como uma referência ilustrada. Assim, devemos substituir mirtilos, framboesas, e morangos por amoras, acerolas, pitangas e jabuticabas.

Boa noite e até amanhã…

Molho de Tomate. Quando o Ocidente encontra o Oriente em minha Cozinha.

Uma receita excelente precisa ser executada com os melhores ingredientes que você tiver a sua disposição. Assim, de nada adianta você fazer uma massa de ótima qualidade ou comprar uma massa pronta de grano duro e colocar sobre ela um molho de tomate enlatado.

Fazer molho de tomate em casa é muito fácil, prazeroso e saudável.

Para começar, você deve comprar uma boa quantidade de tomates, os do tipo Débora e Italiano são os melhores, bem maduros mas sem manchas ou machucados. Se você não os encontrar bem maduros compre-os e deixe-os na fruteira em temperatura ambiente até que fiquem no ponto certo. Aliás, os tomates nunca devem ir para o refrigerado.

Estando os tomates maduros, lave-os bem com uma esponja e retire a casca deles. Muitas são as maneiras de fazer isso. Você pode mergulhar eles em água fervendo por alguns minutos, assá-los e depois tirar a pele, como aprendi com minha amiga Iara Perin ou, como no exemplo abaixo tirar a pele no vapor. Para isso basta que você tenha uma peneira que encaixe em uma panela e que você possa tampar de forma a vedar a saída de vapor, uma panela de cozinha no vapor ou uma panela de bambu como  esta abaixo.

Considero essas panelas de bambu um dos melhores investimentos que alguém pode fazer para facilitar a vida na cozinha. Elas cozinham qualquer legume com mais rapidez do que qualquer outro método e impedem que o alimento absorva água ou perca nutrientes em contato com a água.

Depois de pelar os tomates, pique-os ou passe-os por um moinho, frite a cebola, refogue no azeite de oliva, adicione alho picado, se gostar, coloque o tomate, uma folha de louro e deixe cozinhar em fogo baixo até engrossar. Quando o molho estiver pronto, coloque temperos frescos como manjericão, salsinha ou óregano.

image image image image image image
Bom domingo a todos.

Empanadas.

Essa não é primeira vez que publico receita de empanadas, mas é a primeira vez que a faço seguindo todas as recomendações feitas em seus países de origem. O que isso significa? Que, pela primeira vez, usei banha no lugar como gordura na massa.

Que diferença isso fez? Muita!!! A massa ficou quebradiça, fina e deliciosa.

Vale muito apena e também, venhamos e convenhamos, já está mais do que na hora de aceitarmos que aquilo que nunca fez mal a nossos antepassados não vai nos matar.

Ingredientes:

  1. 500 ml de água.
  2. 1 kg de farinha de trigo.
  3. 120 g de banha.
  4. 60 g de sal.

Modo de Fazer:

Aqueça a água como sal e a banha. Quando estiver próximo ao ponto de fervura, despeje sobre a farinha de trigo.

image

Misture com um garfo até que esfrie um pouco e então sove com as mãos até que a massa fique macia e homogênea.

image image

Embrulhe em um saco plástico e deixe descansar enquanto prata o recheio.

Recheio:

  1. 1 kg de cebola picada muito miúda.
  2. 1 kg de carne picada na ponta da faca.
  3. 1 maço de cebolinha verde picada.
  4. azeitona.
  5. passas.
  6. ovos cozidos.
  7. sal e pimenta do reino.
  8. manteiga.

Modo de Fazer:

Refogue a cebola na manteiga até ficar transparente, adicione a carne e deixe refogar até secar mas ter um pouco de caldo. Esse recheio é cremoso.

image image

Adicione as passas, as azeitonas e os ovos cortados em pedaços pequenos.

Tempere com sal e pimenta e acrescente a cebolinha picada.

Deixe esfriar para poder rechear a massa.

Montagem.

Nas primeiras receitas, a indicação era estender a massa e depois cortar com um pires.

Aprendi um jeito mais fácil. Pegue pedaços da massa, faça um rolo grosso e corte em pedaços. Estenda em formato de círculo, recheie e feche.

image

Pincele com ovo batido com azeite e leve para assar em forno pré aquecido a 200 graus.

image image

Façam, fica muito bom!!!!

Medalhões de Filé Mignon ao Molho de Vinho servido com Bucattini e Legumes.

Um título longo para uma deliciosa receita. Simples e ao mesmo tempo sofisticada; fácil mas também complexa nos detalhes.

A receita é simples pois todos os seus ingredientes estão in natura não havendo necessidade de preparações prévias, é sofisticada pois a soma de todos os sabores resulta em um paladar único. É fácil pois tudo vai para o forno ao mesmo tempo, mas é complexa porque é necessário cuidar o tempo de assar a carne, retirá-la do molho, mantê-la aquecida enquanto reduz o molho e cozinha a massa. Ou seja, no momento de finalizar o prato tudo deve estar pronto para que você possa servi-lo quente.

Vamos a ela então:

Ingredientes:

  1. 200g de Filé Mignon limpo por pessoa.
  2. Bacon.
  3. Alecrim.
  4. Legumes: usei alho-poró, Champignon,tomate cereja, pimentão amarelo e mini cenouras. Não tem esse legumes? Não se preocupe, você consegue o mesmo resultado com cenouras cortadas em rodelas, tomates cortados em quatro e cebolas fatiadas.
  5. Vinho tinto seco o quanto baste. Normalmente uma taça cheia é suficiente. Use sempre um bom vinho, preferencialmente aquele que irá servir durante a refeição.
  6. Sal e pimenta do reino moída na hora.
  7. Manteiga sem sal.
  8. Fio para amarrar a carne. Uso linha de crochê mesmo.
  9. 100g de massa seca ou fresca por pessoa.

Modo de fazer:

Limpe o Filé ou compre a peça já limpa.

Quando fiz a chamada do post, anunciei como Filé Chateaubriand o que não foi correto. Se você assistirem ao vídeo do post anteior perceberão que o Chateaubriand é uma posta mais grossa, com mais ou menos, 4 dedos de altura.

Coloque as fatias de bacon na tábua e por cima coloque o filé já temperado com sal e pimenta.

image

Como você viu no vídeo, as pontas do filé são mais finas. Emende, envolva com o bacon e amarre. Ficará da mesma altura dos filés do meio.

image

Por cima da carne coloque os ramos, preferencialmente frescos, de alecrim e amarre.

Pique os legumes e coloque na assadeira junto com a carne preparada e o vinho.

image

Leve ao forno pré aquecido à 200g por 20 minutos, se você gosta de carne mal passada ou 30 minutos se você prefere ao ponto.

Enquanto a carne e os legumes assam, coloque a água da massa para esquentar.

Passado o tempo de forno, retire a carne o os legumes que você vai servir de acompanhamento da forma. Eu retirei as cenouras e os Cahmpignons e reserve no forno em temperatura mínima para que permaneçam quentes.

image

Coe o molho espremendo bem contra a peneira para retirar todo o sabor e leve ao fogo com a manteiga até que ele reduza um pouco e fique mais incorpado. Se achar necessário, deixe o molho cozinhar mais um pouco na panela antes de coá-lo e se desejar mais molho adicione caldo de carne.

image

Caldo de Carne Industrializado? Claro que não. Tenha sempre na geladeira um caldo de carne feito por você, veja nos arquivos do blog como fazê-lo ou faça como nós aqui em casa.

Quando fazemos churrasco usamos muitas vezes peças inteiras de carne. Quem já  assou assim sabe que, quando fatiamos essas peças escorre uma imensa quantidade de caldo delas. Assim, sempre fatiamos a carne em tábuas absolutamente limpas e esterilizadas e recolhemos uma parte desse caldo que congelamos para usar em preparações futuras.

image image

Não faz Churrasco? Não tem problema. Quando assar carne  no forno, coloque um bocado de água quente na forma depois de retirar a carne  e deixe ferver um pouco na chama do fogão. Coe o caldo e congele. Fica delicioso.

Coloque a massa para cozinhar e fatie a carne na espessura que desejar. Quando for fatiar a carne lembre-se de retirar o fio e os galhos mais grosso do alecrim.

image

Coloque a massa cozida, al dente e não “no dente”, no molho quente, vire em uma travessa e sirva com a carne e os legumes ou, monte pratos individuais com a massa por baixo, a carne no meio e os legumes acompanhando. Enfeite com um ramo de erva fresca.

image image

Bom apetite e boa noite a todos.

O Aspargo? Não coloquei e fiz uma sopa com ele…

image

 

Mas essa conversa fica para outro dia…