Bolo de Vó. Aquele moreninho por fora e branquinho por dentro.

Adoro bolos amanteigados, são cheirosos e saborosos. Perfeitos acompanhado de uma xícara de café ou chá, dispensam recheios e coberturas sendo suficientes por si só.

image

Essa receita produziu um bolo perfeito, crocante e corado por fora, branquinho e fofo por dentro. Me recordou os bolos de manteiga de minha avó Emília, por isso o nome. Bolo de Vó.

Ingredientes:

  1. 100 gr de manteiga  em ponto de pomada.
  2. 2 xícaras de chá de açúcar.
  3. 3 ovos.
  4. 1 colher de chá de essência natural de baunilha.
  5. 1 xícara de chá de leite morno,.
  6. 3 xícaras de farinha de trigo peneirada.
  7. 1 colher de sopa de fermento para bolo.

Modo de Fazer:

Aqueça o forno a 180 graus.

Unte e polvilhe farinha de trigo ou fubá uma forma de buraco no meio.

Bata a manteiga com o açúcar até incorporar bem.

image

Adicione os ovos um a um, batendo bem após cada adição. Acrescente a essência de baunilha junto com o último ovo.

image

Desligue a batedeira e intercale o leite com a farinha até incorporar tudo. Acrescente uma colher de farinha de trigo de cada vez.

Por último, adicione o fermento misturando delicadamente em movimentos circulares de baixo para cima.

Leve para assar por, mais ou menos, 40 minutos ou até que o teste do palito dê positivo.

image

image

Boa noite a todos.

Um gentil convite para uma enquete.

image

Olá, recebi um convite da Fabi Moura, autora do blog Cozinhar na Alemanha para participar de uma enquete sobre a experiência de ter um blog.

Achei muito interessante o convite pois é uma forma de vocês conhecerem um pouquinho mais a respeito de quem somos, o que nos motiva e como pensamos esses blogs.

1) O que te fez criar esse blog e  por que esse nome?

Esse blog foi gestado dentro de uma página do facebook. Quando criei o perfil tinha como objetivo compartilhar receitas, dicas e truques que facilitassem a vida de pessoas que, por um motivo ou outro, tinham dificuldades com o ato de cozinhar.  A proposta era de postar as fotos das receitas conforme eu as ia executando em tempo real.

Funcionou por algum tempo, mas vi que a ferramenta não era a ideal para aquela proposta e resolvi criar um blog.

O nome A Cozinha Sincera é o alicerce do blog. Somente são postadas receitas executadas e fotografas por mim. Suas virtudes, seus defeitos, suas facilidades ou dificuldades são sempre explicitadas de tal forma que nenhuma edição possa fazer você acreditar que o resultado final não é consequência do processo que está ali retratado. E se a Cozinha é Sincera, devo acrescentar que o ato de cozinhar é uma grande aventura.

2) Em que te inspira para escrever os posts?

Cozinhamos desde que dominamos o fogo, somos herdeiros de milênios de acertos se erros. Desde da seleção das  sementes, passando pela evolução de técnicas de plantio e de manejo dos alimentos, a História se liga a nós como uma teia de pertencimentos da qual não escapamos. Somos feitos  também, de nossas memórias afetivas e das referências culturais do grupo em que nascemos; somos fruto das relações que estabelecemos com os grupos com os quais convivemos ao longo de nossa vida e ao mesmo tempo somamos a todo esse referencial livros, filmes, música, formação acadêmica e, recentemente, blogs que admiramos e grupos dos quais fazemos parte.

É do diálogo com todas essas referências que formo minha identidade como cozinheira. Alimentando e sendo alimentada por essa teia é que evoluo na tentativa de melhorar cada vez mais.

3) você tem algum sonho grande para seu blog?

Acredito na força do trabalho, no valor da  constância e da  perseverança e que os sonhos são a consequência da soma desses elementos.

4) O que diria o blog acerca de ti, se pudesse falar?

Que respeito profundamente as pessoas com quem dialógo, que me sinto responsável pelo tempo que elas gastam executando uma receita que compartilho, pelos ingredientes que elas gastam e pelas expectativas que elas sentem.

Que tenho absoluta paixão,pelo que faço e que esse blog tem sido uma experiência muito gratificante.

5) Já teve algum stress por causa do blog (ofensas, comentários pejorativos, fofocas..). Se sim, como reagiu?

Até o momento não tive nenhum problema desagradável com o blog, como disse, tem sido uma experiência gratificante.

Dando sequência à proposta, convido cinco blogs que gosto muito para participar da mesma enquete.

Papa-Capim

Capitu vem para o jantar.

Tudo sobre plantas.

Bom, Barato, Simples e Saldável.

http://dullypepper.com

Espero que tenham gostado.

Obrigada e boa noite a todos. Sheila.

Espaguetti cm Caponata de Legumes.

Tem dias que tudo de que precisamos é uma maneira fácil, rápida e despretensiosa de preparar uma refeição saborosa.

Se esse é seu caso, recomendo essa receita. Os legumes que você tem na geladeira, cortados, temperados e assados servidos com uma massa cozida “al dente”.

Sabor, cor, textura e saúde. Tudo concentrado em um prato simples e fácil.

image

Espero que gostem.

Ingredientes:

  1. Legumes variados. Cebola, tomate, abóbrinha, abóbora, batata, batata doce…enfim, os legumes que você tiver disponível no momento.
  2. Ervas frescas ou secas. Manjericão, alecrim, sálvia… Novamente, o que você tiver disponível.
  3. Sal e pimenta o quanto baste.
  4. Azeite de oliva.
  5. 100 gr de massa por pessoa. Pode ser qualquer massa, pene, rigatoni, espaguetti… Tradicional ou integral.
  6. Opcionais: azeitonas, alcaparras, atum, sardinha, milho verde…

Modo de Fazer:

Corte os legumes. Os mais densos como abóboras, batatas e cenouras em fatias finas, os mais leves como tomates, cebolas e abóbrinhas em pedaços maiores.

image

Tempere com sal, pimenta e ervas.

Regue com azeite de oliva, coloque em uma forma grande e leve para assar até que todos fiquem assados e levemente caramelizados. Mexa duas ou três vezes durante o processo.

image image

Coloque bastante água com sal para ferver em uma panela grande e cozinhe o macarrão.

image image

Tire a forma do forno e com a ajuda de um pegador, tire o macarrão da panela e coloque na forma. IMPORTANTE: você não deve escorrer o macarrão senão você terá um prato muito seco. Precisamos de umidade nesse assado. Na verdade, eu adiciono  uma concha da água em que cozinhei o macarrão à forma para conseguir um molho de legumes mais úmido. Misture bem raspando o fundo da forma para desprender as crostas que estão prendidas no fundo e nas bordas.

Sirva quente acompanhado de queijo parmesão.

image

Boa noite a todos.

 

Tortinhas de Pêssego. 4 ingredientes, 4 etapas e muito sabor.

Os pêssegos maduros começam a surgir no mercado. Aveludados, às vezes muito doces, outras um tanto ácidos são uma tentação para os olhos e o paladar.

Desse encontro surgiu essa sobremesa. Muito fácil, muito prática e extremamente saborosa. image4 Ingredientes:

  1. 6 colheres de farinha de trigo.
  2. 6 colheres de açúcar.
  3. 3 colheres de manteiga. Colheres de sopa.
  4. 4 pessêgos pequenos por pessoa.

4 Etapas:

  1. Descascar os pêssegos.
  2. Cortar os pêssegos.
  3. Misturar os três ingredientes para fazer a farofa. Crumble.
  4. Levar para assar em forno pré aquecido a 200 graus até dourar.

image

Opa, 5 etapas. Comer!

Obs. Não tem pêssego? Use banana, maçã, abacaxi, morangos, amora…

Boa noite a todos.

4 Ingredientes e uma sobremesa.

Daqui a pouco nesse blog junto com uma surpreendente Maionese de Batata Doce.
Afinal, hoje é domingo.

image

Pudim de Pão. O delicioso sabor da simplicidade.

Pão, o mais básico dos alimentos, aquele que acompanha a humanidade desde tempos imemoriais, elevado recentemente à condição de vilão pelo modismo das comidas sem glúten. Notem que estou me referindo ao modismo, não a seriedade da doença celíaca ou da intolerância ao glúten.

Apesar do quanto gostamos de pão sobras são comuns afinal, pão bom é pão fresco.O fazer com ele além de farinha de rosca?
PUDIM!

image

Pudim de pão, uma receita tão antiga quanto ele. Simples e delicioso. Essa afirmação não é unânime, principalmente entre aqueles que só conhecem as receitas em que o pão é batido no liquidificador junto com os outros ingredientes.

Não é o caso dessa receita. Aqui, o pão é cortado em cubos e embebido no creme antes de ser assado. Como resultado temos um pudim cremoso mas com texturas diferentes, lembrando muito o sabor e a consistência das rabanadas. Espero que gostem.

Como fotografei à noite, a qualidade das fotos deixa muito a desejar em relação ao resultado. Assim, vou publicar algumas imagens retiradas da net.

image

Ingredientes para quatro pessoas:

  1. 2 pães francês amanhecidos ou 1/4 de de pão de forma.
  2. 500 ml de leite.
  3. 2 ovos.
  4. 4 colheres de sopa de açúcar.
  5. 1 colher de chá de essência natural de baunilha.
  6. 6 sementes de cardamomo. Opcional.
  7. 3 colheres de chá de canela em pó.
  8. manteiga para untar a forma.

Modo de Fazer:

Pré aqueça o forno a 200 graus por 20 minutos.

Unte uma forma refratária com a manteiga.

Corte o pão em cubos.

image

Bata o leite, os ovos, o açúcar e a canela no liquidificador por alguns minutos.

Coloque os pães na forma, adicione as sementes de cardamomo e mais canela.

image image

Adicione o líquido do liquidificador e deixe os pães absorverem por uns cinco minutos. Caso você ache que é pouco creme adicone um pouco mais de leite.

Leve para assar por, mais ou menos, 30 minutos ou até que a superfície fique corada.

image

CREME:

Caso queira um creme para acompanhar o pudim, o que recomendo imensamente, aumente a quantidade de leite para 750ml, coloque 3 ovos e 5 colheres de açúcar.

Quando colocar o creme no pão deixe esses 250 ml fora, leve para cozinhar em uma panela pequena em fogo baixo até que engrosse.

Sirva o pudim ainda quente, acompanhado do creme e polvilhado com canela.

Toda a sofisticação da simplicidade.

Boa noite.